blogger | gmail | blogs | os autores

Os "comentadores"

Mais um exemplo, se ainda fosse necessário, da qualidade e grande competência dos nossos "comentadores" desportivos, principalmente os que estão ligados ao futebol. E eu gosto de futebol.
Não há palavras.
Meu comentário: Voltem Gabriel Alves e Rui Tovar. Estão perdoados. Ao menos a gente ria-se. video

No comunicado no site da Associação de Futebol de Aveiro pode ler-se "... o que será objecto de orgulho para todos os Aveirenses... ".

Será mesmo um orgulho para todos os Aveirenses?
Será?

A Associação de Futebol de Aveiro candidatou-se à realização do jogo da Super-Taça "Cândido de Oliveira" tendo tido sucesso nos seus intentos e o jogo disputar-se-á no próximo dia 7 de Agosto no Estádio Municipal de Aveiro.

Acontece que os Aveirenses não terão acesso aos respectivos bilhetes sendo que apenas os clubes envolvidos, S. L. e Benfica e F. C. do Porto, os poderão vender e como será normal nestas coisas os sócios terão prioridade.

E assim temos a fantástica proeza de a Associação de Futebol de AVEIRO garantir um jogo de elite no Estádio MUNICIPAL de AVEIRO, que no seu entender será um orgulho para todos os Aveirenses mas os orgulhosos Aveirenses não podem comprar qualquer bilhete.

É notável.

Vem agora, ao que parece, a Associação de Futebol de Aveiro informar (segundo me disseram numa notícia no Diário de Aveiro) que vai pressionar a Federação Portuguesa de Futebol para que os Aveirenses possam assistir ao jogo... agora?
Então não seria normal que um jogo disputado em Aveiro, no estádio Municipal da cidade, os Aveirenses tivessem também acesso à compra dos bilhetes desde o primeiro minuto?

Notável.

HISTÓRICO

Atenção pessoal, dia 11 de Outubro vai começar o julgamento de Oliveira e Costa.

http://www.ionline.pt/conteudo/68829-oliveira-costa-comecara-ser-julgado-11-outubro

Já? Mas qual é a pressa???? O Madoff já foi condenado e preso há um rôr de tempo porque os americanos são uns apressados. Deixem lá este andar a passear.

Futebol - Perspectivas

Ainda a propósito do post anterior.
Caso 1- A Argentina, uma das grandes favoritas a vencer este Mundial e talvez a melhor selecção em valor individual dos jogadores, foi eliminada dos quartos de final. E logo por 4-0 !!!.
Reacção dos argentinos: Foram receber a equipa ao aeroporto e .... aplaudiram, abraçaram, festejaram e agradeceram a todos os elementos da equipa (jogadores, treinadores, directores, equipa médica, etc) pelo esforço que fizeram na representação do seu país. E quanto ao Treinador? Pediram-lhe para continuar no cargo o tempo que quisesse.
Caso 2- Também nos quartos de final a Espanha, equipa que joga normalmente com dois avançados (Villa e Fernando Torres - dois dos melhores do mundo) estava empatada 0-0 com o Paraguai. E o que faz o treinador? Entra mais um avançado, claro, dizem os nossos "especialistas" de futebol. Não, não, tira um dos melhores avançados do mundo e entra .... um médio.Um escândalo.Resultado: Espanha ganhou 1-0.
Reacção dos comentadores televisivos portugueses: Antes do golo - "Os jogadores do meio-campo espanhol parece que se andam a atropelar uns aos outros"; Depois do golo - "A maior posse de bola dos espanhóis permitiu-lhes ter mais tempo para organizar o jogo e criar situações de golo com maior frequência". Hããã, digo eu.E se um treinador português fizesse o mesmo? Pergunto eu.
Reacção de um comentador espanhol (por acaso era o Camacho, que chegou a ser falado para treinar a selecção espanhola): Festejou "aos berros" o golo espanhol, de tal forma que até apareceu no YouTube a sua comemoração. Pergunto eu: O Oliveira teria a mesma reacção? Ouviram algum "especialista de futebol português aos berros a festejar os golos da nossa selecção? Eu não.
Perspectivas.

E se por acaso tivessemos sido eliminados do Mundial com um golo irregular?
E se por acaso a Espanha fosse a actual campeã da Europa?
E se por acaso fossemos actualmente (leia-se desde há uns meses)uma das melhores equipas do mundo a defender? E que quem não sofre, não perde.
E se tivessemos um treinador que prepara e estuda os adversários de forma exemplar?
E se o melhor defesa direito do mundo fosse português e estivesse lesionado?
E se por acaso a nossa selecção tivesse sofrido 1 golo apenas depois de ter jogado com o Brasil, Espanha, Costa do Marfim e Coreia?
E se por acaso neste momento houvesse um projecto desportivo de medio e longo prazo onde estão identificadas as necessidades portuguesas e a ser implementados planos de acção para desenvolvimento do futebol (individual e colectivamente)?
E se o jornalistas fossem os principais culpados na criação de equívocos e no desgaste da coesão colectiva do grupo?
E se a maioria dos jornalistas não tivesse qualquer formação técnica desportiva ligada ao futebol?
E se Queiroz fosse humano e tivesse pecados?
E se os jogadores que se portam mal fossem encostados? E que afinal de contas o treinador até é rigoroso nas regras? Depois ai e tal ..mau ambiente..."pois" dizia a minha tia que gostava de dizer coisas.


Meus caros amigos todas estas perguntas têm uma resposta: VERDADE. Bom, admito que a última tenha tido uma excepção...Queiroz deveria ter tido coragem para tirar Cristianao do jogo. Não tenho dúvida que o nosso futuro ex-capitão vai ter de por o super-ego no bolso e de pedir desculpa...caso contrário será encostado. Disponho-me a apostar.

Se isto é tudo verdade, se calhar o Queiroz é um grande treinador e provavelmente demasiado bom para os Portugueses e para a nossa Selecção. Tem o "pé frio"? ok, concordo...diria até muito galo, mas...acredito que no próximo Europeu vai calar muita gente. É preciso tempo. Mais, deixará um conjunto de jogadores prontos para enfrentar os desafios vindouros.

Agora façam-me um favor não o comparem com o divertido operacional Scolari e não dêem tempo de antena aos broeiros...aqueles mesmos que após o 7-0 com a Coreia afirmavam que seríamos campeões do mundo. Portugal no seu melhor.