blogger | gmail | blogs | os autores

AQUELES QUE ABRIRAM O CAMINHO - POST 4

Não resisti a incluir aqui os GNR.

E perguntam voçêzes: GNR? Então e o Rui Reininho? Estás mazé a enganar a gente.

É mesmo verdade, respondo eu. Houve uma fase pré-Reininho, ainda sem os subsídios da CEE (para quem não se lembra, aderimos em 1986).

O problema é que, após ouvirem a letra desta music – “ … Portugal e a CEE
Quanto mais se fala menos se vê …. “ (palavras premonitórias, digo eu) - os senhores de Bruxelas exigiram um vocalista

mais “europeu” (CEE oblige) e lá veio o dito cantar as Dunas (já com os subsídios, hê, hê). Nããã … estava só a reinar … reinar, Reininho …. Epá. Até ficou giro.



GNR – QUERO VER PORTUGAL NA CEE (1981)



5 Comments:

  1. João Banderas Nogueira said...
    Só para complementar.
    Este "rapazito" que aparece a cantar chama-se Alexandre Soares e em 1998 foi considerado o compositor português do ano, pelo jornal Público, devido ao álbum "Guia Espiritual" dos Três Tristes Tigres, grupo de que faz agora parte.
    João Paulo Santos said...
    Esta sabia toda a história... hehehe... até já toquei no mesmo palco com estes 2 moços (Reininho e Soares).
    João Banderas Nogueira said...
    Tás a brincar. Então eu inventei toda esta "teoria da conspiração" e a coisa aconteceu mesmo!Bem, amanhã não me posso esquecer de jogar no Euromilhões.
    PS: Tás a ver porque és o especialista musical. Eu só sou um amador. Ou se calhar um "visionário", hê, hê.
    ABC
    João Paulo Santos said...
    Calma... hehehe... acho que não houve ninguém de Bruxelas a exigir um novo vocalista :-).

    Queria eu dizer que sabia da fase Alexandre Soares e da fase Rui Reininho :-).

    Com o Reininho toquei em Soure e deveria ter tocado também na Amadora não fosse o mau tempo.

    Com o Soares não foi bem tocar, eu toquei, ele não, mas fazia som aos Frei Fado Del Rei com quem tocámos na ilha de Santa Maria.
    João Banderas Nogueira said...
    Ok. Mas pelo sim pelo não, jogo na mesma no Euromilhões. Vá-se lá saber ...

Post a Comment