blogger | gmail | blogs | os autores

Eh touro lindo

Já li e vi muita coisa sobre as touradas, debates acesos onde só faltou porrada para animar a malta, eu sou dos que defendo que a tourada faz parte da nossa tradição e que o espectáculo deve continuar sem discussão.
Talvez pelo facto de ter vivido uns anos em terras de touros me faça perceber um pouco melhor a tradição (mas nem vou por aqui) e o próprio espectáculo, compreendo até que para muitos possa ser dispensável e deplorável, daí até terminarem com o apoio camarário é algo que não aceito nada bem.
Faz parte da nossa identidade, a acabar será naturalmente quando deixar de ter interesse para as pessoas.

O que virá depois?
(com humanos)
"ai o boxe não porque magoa os narizes dos senhores"? (a partir de agora no pavilhão da Câmara não se dá murros por lei)
"ui o futebol não porque mata, lembram-se do Fehér, do Puerta, das pernas partidas"? (no estádio municipal não podem jogar futebol)
"as corridas de carros até mandaram o Senna para o céu"?
aqui até entram humanos que é mais trágico.

O Bloco de Esquerda é perito nestas coisas mas agora tem mesmo uma bota do tamanho de Itália para descalçar, estou ansioso para ver como.

Salvaterra de Magos é a única Câmara Municipal (neste momento) bloquista, gostava de saber o que vai fazer o Sr. Presidente.

Vai ser coerente com o discurso do seu partido acabando com o apoio às touradas em Salvaterra e muito provavelmente perde as eleições?

O Bloco, se não for retirado o apoio às touradas (atenção que o sol ou sombra chega antes das eleições), retira o apoio ao Sr. Presidente?
O Bloco terá eventualmente perdido uma ou outra Câmara nas redondezas nas próximas eleições?
Ou vai rapidamente arrancar os cartazes entretanto já colados, arrumar a viola no saco, e fingir que nada se passou?

4 Comments:

  1. João Banderas Nogueira said...
    Bom, confesso que dos politicos já espero tudo ... ou nada, depende da perspectiva. É tudo muito "ventoso": para onde vai o vento (leia-se dinheiro), lá vão eles.
    Mas quanto a este caso especifico, que sinceramente não conhecia, pus-me a pesquisar por ai e encontrei isto:
    "Quanto ao suposto problema do Bloco, lamento desiludi-lo mas ele não existe. A maioria das pessoas do Bloco é contra as touradas, de facto, mas isso não quer dizer que o partido alguma vez tenha defendido a sua proibição. Não o fez em Sintra, como refere, e nunca o fez no Parlamento. Curiosamente, não refere a deturpação grosseira que JMF faz das posições do Bloco, e que até vinham bem descritas no Público, apenas para ver se a conseguia encaixar convenientemente nos seus próprios preconceitos.", comentário da autoria de um sr. Pedro Sales. a uma opinião de outro sr. João Gomes de Almeida, no blogue http://risco-continuo.blogs.sapo.pt/238430.html, datada de 03 de Maio deste ano.
    Outro dado que consegui apurar foi que a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos não apoia (fundos, subsidios e essas coisas) as corridas de touros.
    R de Rui said...
    Pois eu sou uma contradição dentro de mim mesmo. Gosto de ver as cenas dos touros, ainda mais gosto à espanhola com a morte do bicho e tudo, mas, ao mesmo tempo, racionalmente, acho uma barbaridade e se acabassem não mexia uma palha para as reaver. E a tese de ser cultural, para mim, não risca. Cultural são as burkas e a lapidação por adultério e chega-te mas é para lá. Cultural-religioso era a Inquisição, com a sede no teatro D. Maria, e não quero nem pensar no que me aconteceria hoje com o meu ateísmo. Portanto, cultura, muda-se, refaz-se, quando prejudica alguém ou alguma coisa. Como agora a Queima das Fitas e as suas besanas e shows lésbicos. Quanto a ausência de subsídios estou completamente de acordo. O Estado não tem que prover a tudo.
    João Paulo Santos said...
    Meus amigos João Banderas e R de Rui:

    1º Seja o Bloco, seja o PSD, seja o PS, o MMS, Monárquicos, etc... seja quem for que tenha esta ideia de acabar ou apoiar o fim das touradas eu sou contra;

    2º Banderas eu li esse artigo mas também vi isto:

    http://bp2.blogger.com/_AmQTa8YXWeM/R8LWTSnN2-I/AAAAAAAAAGM/ajnCJoM6nSw/s1600-h/debate+touradas.jpg

    e isto

    http://blocodenotas-be-moita.blogspot.com/2008/02/frum-mar-alta-debate-aberto.html

    e isto

    http://matportugal.blogspot.com/2008/09/bloco-de-esquerda-tambm-contra-rodeios.html

    Claro que não há comunicados ou directrizes mas também não me venham dizer que não andam a promover de forma subtil o fim de...

    3º A questão dos apoios, provavelmente se perguntarem se a Câmara de V. F. de Xira apoia as touradas e afins se calhar também dizem que não mas quem coloca e paga a areia nas ruas nas largadas?
    E as protecções de madeira (acho que se chamam de tronqueiras) para pessoas e lojas nas mesmas largadas?
    E quem compra bilhetes para depois os oferecer e sortear?
    Há muita forma de apoio camuflado.
    Se as câmaras apoiam a música (várias câmaras já me contrataram e várias vezes), teatro, outros, promovendo espectáculos gratuitos porque não apoiar/promover as touradas evidentemente em locais/terras onde sejam realmente apreciadas e valorizadas?

    4º Claro que se acabarem com as touradas eu não vou andar em manifestações, não é essencial para mim, sou contra o fim e aprecio o espectáculo e a tal tradição.
    Nessa tradição que falei há um alcance muito maior que o próprio espectáculo em si, as varandas são decoradas em certas alturas, as pessoas vestem-se melhor para o efeito, há espaços próprios nas casas de muita família (tipo a cave, ou garagem, ou salão) onde os amigos e familiares à noite entram sem ter que bater pois são sempre esperados, são as chamadas tertúlias, depois nesses espaços há sardinha assada, broa, vinho, chouriços e acima de tudo uma convivência plena.
    Tudo isto é a tradição e talvez muito mais que por não ser um profundo conhecedor não tive acesso.
    Estive em algumas dessas tertúlias e achei fabuloso.

    Claro que há tradições e tradições, essas das burkas, mutilação genital, etc, são realmente horrorosas.
    André Nazário said...
    Eu cá sou um grande aficionado, gosto de ver, ha qq coisa nesta arte que mexe comigo... claro q há artistas e ARTISTAS...

    Qto aos subsídios do estado, não me parece mal, até porque os Shows Lésbicos, são espetáculos que levantam a moral da população.

Post a Comment