blogger | gmail | blogs | os autores

É preciso ter galo

Uma das vantagens da cidade capital de distrito onde vivo para além de bonita é que estamos a 5 minutos de tudo, 5 minutos do centro, 5 minutos do local de trabalho, 5 minutos da Junta, 5 minutos do infantário, etc.

Nos mesmos 5 minutos viramos da cidade para a aldeia, eu vivo na parte da aldeia da cidade.

Da janela do meu quarto vejo os pombos do meu vizinho, ouço os passarinhos pela manhã, na certa que haverá pelas redondezas pelo menos um porco e alguns coelhos porque mémés já os vi na primeira curva à direita.

Há também um galo aqui ao lado esquerdo da casa, um galo avariado, não só canta mal, bom ele até começa bem có có ró... mas acaba sempre com um tipo de voz de galo fumador com tosse de cão.

Até que aguentaria bem o galo não fosse o desacerto, o gajo tanto canta às 3 da tarde como às 3 da manhã (apanhei-te galo desgraçado numa insónia medonha que me deixou acordado até às 5).

Preciso de ajuda especializada para a seguinte pergunta que talvez seja mais fácil de responder que a do Medeiros Ferreira do post anterior:

Como é que se acerta os ponteiros de um galo?

5 Comments:

  1. R de Rui said...
    Há várias maneiras de acertar os ponteiros ao galo. Se este for a pilhas, made in China, tiram-se-lhe as ditas e ele nunca mais canta.
    Se for um galo com penas, pega-se numa faquita bem afiada e zuca, obtém-se o mesmo resultado do outro, também não volta a piar. Nunca mais sabemos as horas, mas não acorda ninguém. Também as horas trocadas não interessam p'ra nada.
    E verdade seja dita que se for um galo dos de penas ainda se aproveita para uma cabidela, feita por quem saiba e poderia ser o início da tal famosa ceia "bloquista". Ó JP, ele não cantava mas fazia-nos insónias à mesma!
    João Paulo Santos said...
    O fdp do galo cantou hoje à 1 da tarde... tá doido.
    João Banderas Nogueira said...
    À uma da tarde! No domingo!Possa.
    Arranja-lhe uma galinha jeitosa pró gájo se distrair/cansar ou aplica-lhe a técnica do tijolo
    "Ó vizinho eu queria acertar em si mas acertei no galo. Desculpe."
    R de Rui said...
    Já me indicaram uma receita para o galo. Foi o dono de um aviário. Dão-se-lhe 100 gr de milho roxo misturados na ração e pronto, o galo fica curado. Nunca mais canta! Não canta, não come, não bebe, não tosse, não salta para as costas das galinhas, nada....fica só quietinho e com os olhinhos fechados.
    Também não se pode é fazer a cabidela porque o milho roxo é transmissível aos humanos e, depois, nós também nunca mais cantávamos e isso era um bocadinho chato! Boa sorte JP. Não apanhes é a gripe das galinhas!
    António Santos said...
    Maninho, se lesses uma das maiores obras de Quino, ias ver que a pequena Mafalda responderia que o que falta ao Galo é... informação... ainda ninguém lhe disse que a hora tem vindo a mudar todos os anos e se não me engano um ano houve que o acerto ou desacerto foi de duas horas.

Post a Comment