blogger | gmail | blogs | os autores

HIPERSENSIBILIDADE

Este texto tem como objectivo falar-vos de uma capacidade ou até mesmo um super-poder que possuo e que vos quero alertar.
Aviso também que este texto não é para todos, logo alguns já não o estão a ler, outros já estão a bufar e provavelmente poucos vão lê-lo até ao fim. Não vos consigo também avisar se vai ser curto ou longo, mas não se preocupem porque se não o conseguirem ler todo agora ele vai continuar por aqui para quando vos der mais jeito.
Este super-poder é herdado do facto de ter nascido de um casal de super-heróis que habitam lá para os lados da Avª 25 de Abril, provavelmente vocês nunca se aperceberam porque eles próprios não sabem, ou se sabem disfarçam muito bem, neste momento imaginem vocês estão disfarçados de dois reformados da Função Pública (ninguém imaginaria…). Mas este casal não me teve só a mim, teve também mais dois rebentos, um mais velho e outro mais novo do que eu. A mais velha é dotada de uma capacidade de trabalho e perfeccionismo que invejo, já publicou vários livros (e com brutal reconhecimento), o mais novo penso que foi o mais felizardo pois tem vários super-poderes, aliás deveria ser ele a escrever este texto pois assumo com toda a frontalidade que não é o meu forte (o meu é a hipersensibilidade não se esqueçam…), ele tem um humor refinado, uma capacidade de escrita fabulosa e umas ideias que só com o poder dele é que se consegue chegar lá acreditem.
Mas estou aqui para vos falar do meu super-poder, só que dizem os livros que tudo deve ter uma introdução e sinceramente só me lembrei disto.
Muito bem o meu super-poder permite-me ver o que muitas pessoas não conseguem (felizmente não sou o único). O meu super-poder permite-me ver e identificar verdadeiras AMAZONAS que andam por aí, a minha mulher (que amo muito) é uma, a minha filha (que adoro) é outra (apesar de não ter sido eu a encomenda-la á cegonha não podia ser mais bonita e inteligente) e recentemente identifiquei mais duas, ambas esposas (dedicadas) de dois amigos meus (que muito respeito e admiro, mas este texto não é para falar deles). Este meu super-poder de identificar AMAZONAS nesta selva de pedra não é fácil pois para o conseguir tenho de ter um contacto próximo para não ser enganado por essas Amazonas das lojas dos chineses que andam por aí, e sem dúvida elas são duas AMAZONAS genuínas (graças a deus são também minhas amigas).
Como tudo, este super-poder tem um raio de acção limitado, ou seja, preciso mesmo de estar em contacto com essas pessoas para verificar a sua veracidade. Esta limitação aborrece-me muito, neste momento em que toda a gente fala do Obama e do que ele possivelmente vai trazer aos EUA, e consequentemente ao mundo, ninguém se preocupa em conhecer a sua mulher e saber se ela é uma AMAZONA.
Mas andam todos a dormir… elegem o primeiro negro da história dos EUA para presidente e fazem uma festa??? Mas o que é isto??? Porque é que não se interrogam…para quando uma mulher presidente? Isso sim era motivo de festa. Não… vamos devagarinho, para já o 1º negro presidente daqui a alguns anos “qui çá” a primeira presidente. O que vale é que há países com juízo… já têm ou tiveram mulheres como presidentes dos seus países. Esses sim é que sabem, aqueles que muitos chamam de países do terceiro mundo ou países bárbaros.
Enfim…. é o mundo que temos e também é o mundo que todos nós construímos dia-a-dia…

10 Comments:

  1. Anónimo said...
    Deepp. Very deeeppppeee.
    Rui Pedro Nazário said...
    Um grande abraço para ti Sérgio, que ousaste lançar o primeiro post da fase pós-estreia do nosso Blog. E logo com uma homenagem às mulheres, às verdadeiras mulheres guerreiras (Amazonas). Mais uma vez mostraste-nos que és uma pessoa sensível (não diria hipersensível...vá) e um verdadeiro amigo, de quem gosto muito.
    Rui
    João Paulo Santos said...
    Sérgio ...sou dos teus o que muito me honra, não é que já não soubesse...
    Apreciei também a abordagem do Rui Pedro no comentário à fase pós-estreia do blog, comunicar é influenciar e para mim é um privilégio ser influenciado por todos vós e em especial porque sei que o fazem para que seja melhor.
    Faço a devida vénia ao Rui Pedro... de quem gostas... batalhas por... eu persigo-te.
    Quanto ao teu post, nós portugueses que fomos pioneiros em tanta coisa também o poderíamos ser neste contexto e elegermos a primeira mulher Presidente da nossa nação.
    Sinceramente, sem querer ser injusto, com tanta mulher portuguesa e de valor, do actual cenário político não me ocorre nenhuma!
    Talvez fosse um desafio interessante para os comentadores deste blog lançar aqui um ou outro nome de mulheres que pudessem ter condições para serem a nossa Presidente no próximo futuro!
    Ana Nazário said...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    Ana Nazário said...
    Não é preciso ser hipersensível para identificar as amazonas de quem se fala.
    São,somos,mesmo óptimas!!!
    Mas,também,sabem o que se diz por aí: atrás de uma grande mulher há sempre...um marido/filho/pai/irmão que a valoriza!
    Teresa Marçal said...
    Amigos, tenho-vos a dizer que Portugal elegeu já uma mulher para um cargo político de destaque. Maria de Lurdes Pintasilgo foi primeiro-ministro, tornando-se assim, a segunda mulher primeiro-ministro em toda a Europa, a seguir a Margaret Thatcher.
    Ora toma!! Desta vez fomos os segundos, não estamos na cauda!!!
    Teresa Marçal said...
    Uma correcçãozinha ao meu comentário. Afinal a senhora não foi eleita, foi nomeada pelo Presidente da Républica, na altura o General Ramalho Eanes, devido ao clima de instabilidade política da época. Exerceu o cargo durante 100 dias.
    Mas fomos os segundos na mesma!
    CarlaGomes said...
    Ora fiquei bastante honrada com o discurso do meu mais que tudo. No entanto, não é nenhuma novidade (uma vez que também sou letrada nesta àrea), mas é sempre bom ouvir e ler várias vezes. Pena é que estejam sempre (homens e mulheres)a tentar acabar com essa fantástica floresta, donde são oriandas as famosas AMAZONAS. Um beijo grande.
    João Banderas Nogueira said...
    Ora, "Oriandas", "Oriandas", nâ tou assim a ver... Bom, como sou mais do desporto, o que necessariamente implica uma certa dificuldade em analisar coisas, tive que googlar o termo e finalmente percebi.
    "Oriandas", entre outras coisas quer dizer:
    - Natureza analitica em assuntos de politica e economia;
    - Desejo de adquirir/usufruir dos melhores bens materiais;
    - Importancia em criar uma imagem de prestigio;
    - Desde muito nova as ambições foram direccionadas para a obtenção de bens materiais.
    - Entre outras coisas...
    Há, e parece que também é um peixe ...
    Bjs e Abcs para as nossas Amazonas (ou "Oriandas")...
    CarlaGomes said...
    Corrija-se onde se lê oriandas, deve-se ler oriundas, certo?

Post a Comment