blogger | gmail | blogs | os autores

E porque hoje é feriado!?

Não é pouco frequente passarmos pelos dias feriado sem sequer sabermos o que os motivou, hoje dia 1 de Dezembro é mais um dia feriado!

Do calendário do nosso Portugal à beira mar plantado este é um dos poucos feriados laicos e tirando o 1 de Maio os outros são motivados por feitos ou dias históricos verdadeiramente patrióticos, temos assim para além do 1 de Dezembro, o 25 de Abril, o 10 de Junho e o 5 de Outubro!

Se não estou em erro os outros são todos religiosos!

Temos ainda um dia que não é feriado… mas que é uma espécie de… como classificar o dia de Carnaval???

Este dia feriado tem como base a revolta, iniciada 3 anos antes em 1537 e que atingiu o expoente máximo no dia 1 de Dezembro de 1640, contra os nossos irmãos espanhóis que reinavam em Portugal desde o ano de 1580!

Com a morte do Rei D. Sebastião na batalha de Alcácer-Quibir em 1578, sem herdeiros, Portugal mergulha numa profunda crise de sucessão que se dividiu em três hipóteses:
· D. Catarina de Portugal (neta de D. Manuel I);
· D. António Prior do Crato (neto ilegítimo do D. Manuel I);
· Filipe II de Espanha (também neto de D. Manuel I);

Filipe II de Espanha torna-se Filipe I de Portugal nas Cortes de Tomar de 1581 que após algumas revoltas de locais aceita respeitar os foros, costumes e privilégios dos portugueses, durante 60 anos Portugal viu-se privado de um rei natural ficando este período conhecido como a Dinastia Filipina ou o domínio filipino.

Com Filipe I e Filipe II de Portugal (II e III de Espanha respectivamente) a autonomia do Reino de Portugal não terá sido gravemente beliscada mas com Filipe III de Portugal (IV de Espanha) o cenário muda com este a iniciar em Madrid um engenhoso projecto que visava a anulação da autonomia portuguesa concedendo poderes ao Conde-duque de Olivares para o efeito.

A revolta inicia-se em 1637 em Évora e rapidamente alastra-se a Sousel e Crato, posteriormente a Santarém, Tancos, Abrantes, Vila Viçosa, Porto, Viana do Castelo, a várias vilas do Algarve, a Bragança e à Beira, eclodindo em Lisboa a 1 de Dezembro de 1640.

Inicia-se assim a quarta e última dinastia, a Dinastia de Bragança ou Brigantina tendo Portugal como seu legítimo Rei D. João IV o restaurador.

2 Comments:

  1. Ana Nazário said...
    Muito obrigado.
    Ainda hoje me questionava sobre o porquê de mais um feriado.
    Ficas agora com a responsabilidade de explicares todos os outros, que este nosso Portugal, comemora.
    De certeza que alguns vão ser dificeis de explicar.Fica o desafio.
    Não será só uma desculpazita para o pessoal ficar em casa????
    João Banderas Nogueira said...
    Mais uma vez, são os Alentejanos que tomam a iniciativa. Quando se trata de dias em que não se vai trabalhar, aparecem logo. Um grande abraço para o pessoal do Alentejo, pôrra (deve-se ler com sotaque alentejano).

Post a Comment